quinta-feira, 8 de maio de 2008

Imbuia, árvore nativa do Brasil

Ocotea Porosa = Imbuia

No Brasil até os anos '80, fabricava-se muitos móveis com madeira de Imbuia [principalmente no norte do estado de Santa Catarina], mas próximo de 1990 começaram a surgir os móveis mais claros, usando-se lâmina de Cerejeira, Mogno, Marfim...
A Imbuia, um tipo de Canela, com o passar do tempo escurecia. Chegava mesmo a ficar preta. Aqui no Sul tínhamos uma grande empresa, e ao que me parece era uma bela empresa, exportadora, chamada de CIMO. Aindo tenho cadeiras com o encosto encurvado [compensado] produzidas naquele tempo.

O mercado começou a ser pressionado pela proibição na extração desse tipo de madeira, como pela preferência do consumidor em móveis de tom mais claro, o que deixava o ambiente mais "leve".
Muitas pessoas tem-na com carinho especial. Sua raiz contorcida [rádica] foi usada para móveis mais "nobres" ou aqueles de custo mais elevado, já que era algo mais "artístico". Tinha sua cotação em "US$ dólar", o que dava um status ao material.
Até pouco tempo atrás (estamos em 2008 - isso lá por 2002) ainda tirava-se Imbuia ali pelas bandas de Guarapuava-Pr.
Cheguei a ver árvores centenárias, onde eram mencessárias várias pessoas para juntos "abraçá-la". Em Rio Negrinho-SC, vi muitos troncos no campo (pasto), cujo tamanho tiravam "suspiros" de quem os via, principalmente quando se é alguém que valoriza a vegetação e espécies tão especiais. Aquilo eram árvores muito antigas, muito grossas. Os proprietários do local, montaram um forno e estavam fazendo carvão das raízes....Hoje ali existe um reflorestamento de Pinus.
Em Curitiba-PR (onde resido), há um bairro (onde moro), chamado: Capão da Imbuia. Vejam só que nome sugestivo. Imagino como seria esse bairro antes do homem botá-lo no chão. Vejam a foto do bosque, dá para se ter uma idéia...
Essa foto é da parte traseira, dos fundos do Bosque:

Lá no bairro tem um bosque, não muito grande, cercado e zelado pela Prefeitura, cuja ênfase está nas Imbuias, mas o que predomina são os pinheiros Araucária.
Para minha surpresa, numa das minhas andanças pelo bairro, descobri: um terreno com dois pés de Imbuia; um em cada frente ou um em cada rua. Vejam a foto.
Em tempos onde se fala muito na biodiversidade, bem que a Prefeitura de Curitiba podia usar um pouco mais marketing e plantar Imbuia por todo o bairro. Iria valorizar demais o local.
Quero aproveitar para parabenizar os moradores do Capão da Imbuia, pelas árvores que já foram plantadas ali e que hoje já possuem um porte avantajado. Mais uma prova de que a população não precisa ficar esperando pela vontade de alguém do poder público. Que outros sigam o exemplo. Parabéns !



Achei na web a foto de um tronco cortado, de uma árvore muito velha. O arquivo era pequeno e tentei melhorar o máximo que pude. Está na cidade de Brusque-SC. Deve ter cerca de 2m de diâmetro.
Essa outra tora de Imbuia é de 1974. Não é tão recente, mas também não tão velha.

4 comentários:

Maria disse...

Gostei da matéria parabéns. Eu estava desanimada c/ uns movéis de imbui que meu esposo ganhou de sua avó agoro vou cuidar deles com carinho pq eles são + velhos que essa tora de imbuia é muito emocionante obrigada!!

Paulo disse...

Sou facinado pela arvore Imbuia, ela tem seu lado mistico e adoro ouvir historias dos outros sobre como era o interior do Parana e SC com muita Imbuia. realmente me corta o coração quando vejo que hoje quase desapareceu os grandes exemplares...

Catossi, L.C. disse...

Paulo não sei sua idade, mas parece-me que os mais jovens na faixa dos 40 para baixo, já não sabem muita coisa desse Brasil. As mudas que vc viu foram plantadas por mim e meu filho de 16 anos.

Tales disse...

Realmente dá dó em ver um tronco desses em um caminhão... temos que pensar em gerações futuras. Sou do interior de SP, estou adquirindo diversas espécies de arvores nativas do Brasil, para ser plantadas em uma area de prservação (area verde). Sabe onde poderia adquirir sementes de imbuia? Obrigado pelo excelente blog.Meu mail: talesbl_terra.com.br